Cultura francesa, França

Um dinheirinho extra com a “vendange”

Entre agosto e outubro, os vinhedos recebem a mão de obra sazonal para a “vendange”. Foto: Freeimages


Entre setembro e outubro, final do verão europeu, é a época da colheita de uvas (vendange) em diversos terroirs na França, o que exige uma mão de obra criteriosa.

Por ser um trabalho extremamente sazonal, que dura entre 1 a 4 semanas, os vinicultores utilizam mão de obra temporária para realizá-lo. É também uma oportunidade para muitos estudantes, em finalzinho de férias, ganharem um dinheiro extra antes de retornar às aulas. E, por que não, para turistas que querem viver uma experiência diferente e ainda lucrar enquanto viajam.

Por depender de condições climáticas, o cultivo da uva não permite estabelecer com rigor absoluto as datas de colheita, mas em geral elas acontecem entre o final de agosto e o início do outubro. Depois de muita dedicação ao cultivo e a partir do anúncio oficial do  ban de vendanges, espécie de permissão da autoridade local para a colheita, iniciam-se os trabalhos nos vinhedos. Esta autorização é publicada pela prefeitura de cada região vinícola.

Para encontrar as ofertas de emprego nos vinhedos, os candidatos a colhedores de uvas dispõem de portais na internet, onde devem efetuar buscas pelo termo “vendangeur” (colhedor). Alguns exemplos:

  • O Pôle Emploi, serviço público de oferta de empregos na França, onde é possível ter acesso às ofertas direcionando a busca às regiões vinícolas  (Bourgogne, Rhône-Alpes, Champagne-Ardenne, Aquitaine, Languedoc-Roussillon, Alsace…), inclusive alguns meses antes da colheita.
  • O site da ANEFA (Association nationale pour l’emploi et la formation en agriculture, ou associação nacional para o emprego e formação em agricultura)
  • Agências de emprego virtuais como Indeed, ouestjob, etc.

Pode não ser necessário um perfil específico para se trabalhar na colheita, mas é muito recomendável a boa forma física, pois o trabalho é um tanto pesado. As principais funções oferecidas são:

  • Cortadores (coupeurs), que cortam os cachos de uvas com o auxílio de um alicate (sécateur) e as colocam dentro de grandes cestos para transporte, o que demanda passar a maior parte do tempo inclinado e/ou agachado.
  • Carregadores (porteurs), que carregam esses cestos  até o local em que as uvas começarão a ser trabalhadas. Os cestos podem pesar até 50 quilos!

Quer aprender francês para saber ainda mais?

http://www.francesmais.com

Publicado por Hellen Souza

Meu nome é Hellen Souza, sou jornalista e francófila, ou seja, adoro a cultura francesa. Aqui você encontrará informações sobre o que acontece atualmente nesse país que já foi berço de transformações sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =